Rum comercial

Quem sou
Lluís Enric Mayans
@lluisenricmayans
REFERÊNCIAS EXTERNAS:

bonviveur.es elperiodico.com 20minutos.es epe.es

Autor e referências

Rum industrial ou comercial

O rum industrial ou comercial √© frequentemente oferecido em contraste com o rum agr√≠cola. Geralmente √© enfatizado como o a diferen√ßa entre o rum agr√≠cola e o industrial √© dada pelas diferentes mat√©rias-primas para destilar o conhaque que dar√° origem ao rum. Para o rum agr√≠cola √© caldo de cana, enquanto para o rum industrial √© mela√ßo de cana-de-a√ß√ļcar. Mas essa √© realmente a √ļnica diferen√ßa entre rum industrial e agr√≠cola? Na realidade, este n√£o √© o caso, pois al√©m desta clara diferen√ßa entre essas duas grandes fam√≠lias de rum, devemos avaliar o m√©todo de destila√ß√£o, que contribui fortemente para o aspecto olfativo e sabor do rum.



Na verdade, al√©m da mat√©ria-prima, podemos distinguir entre rum obtido com destila√ß√£o cont√≠nua com sistemas multicolunas - usados ‚Äč‚Äčpara a produ√ß√£o industrial de rum - e aqueles com destila√ß√£o descont√≠nua com caldeira pot ainda ou sistemas de coluna crioula, que s√£o em vez utilizado para a produ√ß√£o de rum artesanal ou agr√≠cola. A diferen√ßa entre um rum industrial e um rum agr√≠cola ou tradicional tamb√©m deriva pelo teor de √°lcool que resultar√° dos dois tipos de destila√ß√£o, que ser√° de alto teor alco√≥lico (cerca de 96 ¬į) no caso dos sistemas multicolunas e baixo teor alco√≥lico (cerca de 75 ¬į) no caso da destila√ß√£o com sistemas tradicionais. No caso da cacha√ßa industrial, o conhaque √† sa√≠da do alambique ser√°, portanto, √°lcool quase puro, de sabor neutro por ser pobre em cong√™neres (fra√ß√£o arom√°tica), ou seja, subst√Ęncias que passam a temperaturas mais baixas e que se tornam agr√≠colas e artesanais. rum mais rico em aromas e sabores. Por isso, no caso do rum industrial, falaremos de "rum light" que √© mais macio, enquanto no caso dos rum tradicionais de "rum pesado", ou seja, mais rico do ponto de vista olfativo e do paladar .



Claro, o mundo do rum √© t√£o vasto que existem infinitas subcategorias fora dessa esquematiza√ß√£o, uma vez que existem rum no mercado que nascem da combina√ß√£o dessas mat√©rias-primas ou desses m√©todos de destila√ß√£o. N√£o entramos ent√£o em outras fases decisivas para a cria√ß√£o de um rum, como a fermenta√ß√£o e o envelhecimento, para n√£o complicar ainda mais essas distin√ß√Ķes. A demonstra√ß√£o de como essas esquematiza√ß√Ķes pertencem mais ao mercado do que √† realidade dos m√©todos de produ√ß√£o de cacha√ßa pode ser fornecida pelo rum Zacapa: √© um rum industrial ou agr√≠cola?

A mat√©ria-prima √© o caldo de cana e, portanto, poderia ser definido como um rum agr√≠cola, mas o m√©todo de destila√ß√£o que tamb√©m inclui uma parte da destila√ß√£o com sistemas multicolunas t√≠picos da produ√ß√£o industrial o colocaria fora do √Ęmbito dos produtos artesanais. Portanto, √© um excelente rum com caracter√≠sticas em comum tanto com o rum agr√≠cola quanto com o industrial, mas tamb√©m podemos afirmar com certeza que n√£o faz parte dos rum agr√≠colas produzidos de acordo com a especifica√ß√£o da Rums agr√≠colas AOC t√≠picos da Martinica. 

Melhores Rums comerciais

Os melhores rum comerciais, especialmente os da escola de espanhol, estão entre os mais apreciados e vendidos no mundo. Isso demonstra que mesmo partindo de uma aguardente menos rica que a obtida manualmente, ainda é possível obter excelentes rum. O mérito de ter reconciliado a produção industrial com a bondade do rum pertence a Bacardi, o verdadeiro inventor da cachaça comercial, ou seja, o primeiro que soube combinar a produção em larga escala com métodos capazes de valorizar uma matéria-prima menos rica.



Bacardi √© um dos criadores da escola espanhola de cacha√ßa, um dos empres√°rios que saiu da Espanha em meados do s√©culo XIX rumo ao Caribe para criar cacha√ßa com novos m√©todos de produ√ß√£o, semelhantes aos usados ‚Äč‚Äčem casa, como o M√©todo Solera. Seu objetivo declarado era justamente criar os melhores runs comerciais, que nada tinham a ver com os agr√≠colas ou tradicionais do Caribe franc√™s ou ingl√™s. O resultado ap√≥s anos de pesquisas foi alcan√ßado com o lan√ßamento de uma cacha√ßa leve, envelhecida mas transparente, a famosa Bacarti carte Blanca, que apesar de pequenas modifica√ß√Ķes continua a ser produzida continuamente desde h√° mais de 150 anos.

Teve tamb√©m o m√©rito de transformar o rum de destilado destinado aos marinheiros em produto procurado pelas classes abastadas, que passaram a utiliz√°-lo em coquet√©is lan√ßados na virada de 900, como o Mojito e Daiquiri. Uma verdadeira revolu√ß√£o no mundo do rum, que imp√īs a rum em cuba como o melhor rum comercial, gra√ßas tamb√©m a outras marcas famosas como Havana Clube e outros menos conhecidos como Ron Santiago de Cuba. O sucesso inicial da Bacardi, especialmente nos Estados Unidos, levou ao desenvolvimento dos melhores rum comerciais da escola espanhola, que s√£o produzidos principalmente em pa√≠ses como Venezuela, Col√īmbia, Guatemala

LISTA DO MELHOR RUM COMERCIAL

Rum diplom√°tico (Venezuela)

Rum Zacapa (Guatemala)

Rum Barcelo '(Rep√ļblica Dominicana)

Matusalem Rum (Cuba - Repubblica Dominicana)

Havana Club (Cuba)

Bacardi (Cuba - Porto Rico)


Rum Santa Teresa (Venezuela)

O melhor rum: industrial ou agrícola?

Pode-se simplesmente responder que o melhor rum é aquele que mais gostamos. E de fato é assim mesmo, no limite poderíamos dizer que o melhor rum para um consumidor normal é o rum industrial que é um Zacapa, um Diplomata, um Matusalem, ao invés de um Havana Club, enquanto os apreciadores tendem a beber mais complexos rum como o rum jamaicano Hampden ou o rum agrícola francês J. Bally. A definição do melhor rum certamente depende do país de origem de quem consome o rum: por exemplo em países como a Itália onde um tipo de rum industrial como o rum cubano chegou primeiro, é normal que este seja o mais considerado rum popular. bom.


A mesma opini√£o ser√° expressa pelos espanh√≥is, que s√£o os criadores do estilo ‚Äúlight‚ÄĚ do rum e que introduziram as metodologias Sherry para a produ√ß√£o do rum em Cuba e em outros pa√≠ses do Caribe. A abordagem de um ingl√™s que geralmente considera o melhor ser√° diferente Rum jamaicano, sendo um destilado que nasceu durante a coloniza√ß√£o inglesa na Jamaica. Neste caso, estamos falando de rum que s√£o herdeiros diretos da tradi√ß√£o dos primeiros destiladores da Jamaica e, portanto, de rum de mela√ßo destilado com alambiques Pot Still da escola inglesa, como o rum Hampden.

Por fim, a cachaça agrícola será considerada a melhor pelos mesmos criadores do método de produção e certificadoras da AOC (Denominação de Origem Controlada) que são as francesas, que consideram entre os melhores rum os produzidos pela J. Bally. Geralmente tendemos a considerar o rum industrial, o da escola espanhola, o melhor para o mundo da mixologia, visto que as receitas da maioria dos coquetel à base de rum baseiam-se no rum cubano e em particular no rum Bacardi Bianco, concebido para este tipo de utilização. Para a degustação de cachaça a preferência é muito mais variável, ligada a lógicas geográficas, mercadológicas e culturais que levam as pessoas a considerar uma cachaça industrial melhor do que uma tradicional ou agrícola.



Adicione um coment√°rio do Rum comercial
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.